Saul Steinberg – As aventuras da linha

Começou sábado, dia 3 de setembro, na Pinacoteca do Estado São Paulo a exposição Saul Steinberg – As aventuras da linha. Não conhecia o trabalho desse artista e confesso: adorei! Fiquei com vontade de ter vários quadrinhos com desenhos dele espalhados pela casa!

Achei o traço de Steinberg delicado e ao mesmo tempo divertido! A mostra conta com 111 desenhos do artista gráfico pertencentes ao acervo daSaul Steinberg Foundation.  Parceria do Instituto Moreira Salles com a Pinacoteca do Estado de São Paulo, a exposição tem curadoria da historiadora Roberta Saraiva e apresenta obras produzidas por Steinberg entre os anos 1940 e 1950. Essa é a segunda vez que a obra de Steinberg é exposta no Brasil, a primeira foi em setembro de 1952.

Nascido no ano de 1914 na Romênia, Saul Steinberg ficou conhecido após se mudar para os Estados Unidas e trabalhar em revistas como a The New Yorker. Usando às vezes uma única linha, questionou em seus desenhos o papel das rotinas e a vida que levamos, olha que engraçadas essas mulheres:

.

Veja abaixo um vídeo que reúne entrevistas com cartunistas brasileiros e especialistas, como Cássio Loredano, Jaguar, Ziraldo e Rodrigo Naves.

No IMS-RJ, onde assisti à exposição, tinha reproduções de quadros, livros, catálogo e caderninhos com desenhos do Saul à venda na lojinha. Na Pinacoteca também deve ter! Só senti falta de uns postais fofos!!

SAUL STEINBERG. AS AVENTURAS DA LINHA
De 3 de setembro a 6 de novembro de 2011
Pinacoteca do Estado de São Paulo
Praça da luz, 2, Bom Retiro
São Paulo-SP
Tel. (11) 3324-1000
De terça a domingo, das 10h às 18h
R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia). Grátis aos sábados
 

Veja o mapa

Anúncios

Instituto Moreira Salles – RJ

Há algumas semanas atrás tive um tempinho livre e resolvi dar um pulo no Instituto Moreira Salles, só tinha ido lá uma vez, já estava na hora de repetir a dose!

O IMS fica num casarão lindo na Gávea (que pertenceu ao embaixador Walther Moreira Salles), rodeado de árvores e com vista do Cristo Redentor. O projeto paisagístico é do Burle Marx e a visita já vale só pela beleza do lugar!

Obras de Marc Ferrez e Pixinguinha fazem parte da coleção do Instituto, que foi fundado em 1990 e conta com um acervo de cerca de 550 mil fotografias, 100 mil músicas, uma biblioteca com 400 mil itens e uma pinacoteca com mais de três mil obras.

Dentro da casa tem um café e – pasmem! – uma lojinha (coisa rara aqui no Brasil) com caderninhos inspirados nas exposições, livros, reproduções… Só o preço que não é dos mais amigos, a repordução mais barata que encontrei custava uns 80 reais.

Pra não ter desculpa pra não conhecer o IMS, a entrada é franca e tem estacionamento gratuito no local!

Acesse o site do Instituo e veja a programação no Rio, São Paulo e em outras cidades do país e não deixe também de dar uma olhada no blog do IMS!

 
Instituto Moreira Salles – RJ
 
Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
CEP 22451-040 – Rio de Janeiro-RJ
Tel.: 21 3284-7400 – Fax: 21 2239-5559
De terça a sexta, das 13h às 20h;
Aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.
Acesso a portadores de necessidades especiais
 
 
Veja o mapa
 
 

Fotos: Luisa Florim